Perda auditiva e demência, como o mal de Alzheimer

Atualizado: Abr 23

(Trechos de artigo publicado no site do Grupo Microsom, por Patrícia Di Risio, fonoaudiólogo e gerente do Grupo)




Um estudo realizado em uma universidade de Baltimore(EUA) reuniu voluntários com idades entre 36 e 90 anos, e inicialmente sem diagnóstico da doença que foram acompanhados durante quase 12 anos e submetidos a exames de audiometria. Ao final desse período, os pesquisadores identificaram 58 casos de demência, 37 pelo mal de Alzheimer. Em todos eles, observou-se uma incidência maios de demência entre pacientes com perdas auditivas. Nesse levantamento, não é possível saber se a diminuição na audição é apenas um marcador do estágio inicial da doença ou realmente um fator de agravamento da condição.

Segundo um artigo publicado pelo Instituto do Cérebro, da Universidade de Queensland da Austrália, e perda auditiva está na lista dos fatores de risco modificáveis – ou seja, que podem ser controlados na tentativa de prevenção das demências. De acordo com o texto, “a idade é o maior fator de risco para o desenvolvimento de demência”.

O que a prática ensina

Ouvir é uma forma de exercitar os neurônios. O som chega aos ouvidos, mas só conseguimos interpretar e responder corretamente ao que é dito quando o nosso cérebro entra em ação. Se essa atividade não é feita mais como era, desaprendemos a conversar e nos expressar, e consequentemente, a registrar aprendizados e memórias. É por isso que o isolamento social, a baixa autoestima, as crises de ansiedade e a depressão são problemas que costumam acompanhar as dificuldades de audição. Incluir no check-up geral da saúde a avaliação auditiva, portanto, está longe de ser um exagero. Como já vimos, pode ser uma maneira de afastar ou de reproduzir o impacto de doenças graves e bastante comuns na velhice, como o mal de No caso de apresentar algum desses sintomas procure seu médico!



13 visualizações
  • Instagram
  • White Facebook Icon

© 2020 por Ama

Rua Julio de Mesquita Filho, 3-50, Vila Universitária, Bauru/SP

Tel: (14) 3104-8800